Sinopse

A Arte, em todas suas formas de expressão, é o alimento de nossas almas. É o que faz sonhar e prosseguir. A Música em especial, navega por todas as emoções do ser humano. Através dela, identificamos nossas mínimas sensações, viajamos pelo sonho, revivemos alegrias e até mesmo nossas tristezas. Colhemos saudade, sentimos lágrimas e não temos o controle do coração. Sofremos, amamos e continuamos querendo. É a sensação de estar vivo e atravessar o tempo. Esses compositores, como seus intérpretes, registraram em notas, cifras, versos e melodias, momentos seus, que sempre serão nossos e de quem tiver coragem de nunca calar a sensibilidade. Por tudo e principalmente por sermos cúmplices da emoção, este é “O Acústico”.

O objetivo do Projeto “O Acústico”, é resgatar este forte elo entre público e ídolos de todos os segmentos musicais, numa proximidade que beira a intimidade, como uma reunião na sala de uma pessoa querida da família, regada ao som de violão, piano, viola ou qualquer outro instrumento que realce a percepção do som, tornando artistas e fãs, um só coro.

Cada artista tem uma marca, um estilo, que aliado ao carisma e ao seu trabalho, chega ao público que se identifica e o abraça na vida e pra vida. Por esta razão é que o Projeto “O Acústico” aposta em trazer pro seu conteúdo e formato, artistas que ao longo de suas carreiras marcaram épocas e gerações com seus vários estilos musicais, onde este encontro tem endereço certo.

Ficha Técnica

Direção
Andresa Gavioli e Mauro Pucca

Produção
Aguiberto Santos

Assistente de Produção
Fernanda Gavioli

Cenografia
Mauro Pucca

Desenho de Luz
Jukyara Felipe

Sonorização
Mário Bianculli

Designer Visual
Bianca Oliveira

Duração
Aprox. 90’

Gênero
Show

Classificação
Livre

Cida Moreira

Cantora, atriz e pianista brasileira.

O Projeto “O Acústico” é uma série de Shows acústicos com o intuito de trazer intimidade entre o artista e o público e no dia 25 de Janeiro de 2018, recebeu a cantora Cida Moreira. Por ser a primeira vez que cantou no Aniversário da Cidade de São Paulo, que ela mesma define como “Minha cidade, meu chão, meu mundo”, numa homenagem especial, no show “CANTAR SÃO PAULO”, com seu piano, um violeiro, um sanfoneiro e sua voz visceral e apaixonante, desfilou um repertório de consagrados compositores paulistas como Mário de Andrade, Joelho de Porco, Adoniran Barbosa, Tom Zé e Paulo Vanzolini entre outros.

Galeria de Fotos

Martinha

A voz romântica e personalissíma de um dos maiores movimentos musicais, a Jovem Guarda.

O Projeto “O Acústico”  no dia 01 de Fevereiro de 2018, recebeu a cantora Martinha, apelidada de “Queijinho de Minas” por Roberto Carlos (Seu padrinho artístico). Destacou-se na Jovem Guarda e ao longo de sua carreira, iniciada em 1966 e feita no Brasil e no exterior, gravou 23 LP’s, que somaram três milhões de cópias vendidas. Seu grande sucesso foi “Eu daria a minha vida”, gravada em 1968, depois também gravada por Roberto Carlos, exemplo seguido por outros cantores.

Alcançou grande êxito na América Latina com canções como “Hoy daria Yo La vida”, “Llueve” e “Aquí”. Ganhou todos os prêmios possíveis no país e muitos outros no exterior. Como compositora, conseguiu grande êxito, com grandes intérpretes da música brasileira.

Galeria de Fotos

Siga-nos nas Redes Sociais

@Oscardepau 2020 | Todos os direitos reservados.

Fechar Menu